Quando Bate Aquela Saudade …

Tudo em nossa vida, como nas Estações do Ano, tem seus ciclos! E cada um que começa terá certamente o seu tempo e seu fim. E aí vem a saudade. Das pessoas, dos lugares, dos aromas, dos sons e a até mesmo do silêncio! E todas essas vivências nos convidam a dimensionar centenas e centenas de histórias para nós mesmos, que podem, de um certo modo, nos causar tristezas, ansiedades, já que muitas vezes estamos impedidos de estar em alguns lugares ou na presença de alguém que gostaríamos de conviver.
Por outro lado, esse sentimento também pode nos levar a criarmos novas alternativas para lidarmos com a ausência, que, na maioria das vezes é provisória. É ele que inspira a maioria dos grandes artistas, músicos e escritores de todo o mundo e de todas as épocas a transformarem o papel e a tela em branco em obras maravilhosas que nos transportam, mesmo sem sairmos da nossa “bolha”!
Então como usarmos o sentimento da saudade em nosso favor? Basta pensarmos que a saudade é “… o amor que fica”…! É a sensação boa de sentirmos o calor dos raios do sol através da janela, mesmo quando a tempestade bate à nossa porta. É a capacidade de percebermos todos os aromas, mesmo quando o vento insiste em dissipá-los! É poder sentirmos a presença de quem amamos, mesmo estando constantemente sozinhos! Dessa forma, a saudade vai diminuindo gradativamente, até que possamos lidar com a ausência das coisas e das pessoas com quem gostaríamos de estar sempre próximos.

Anúncios

3 respostas para ‘Quando Bate Aquela Saudade …

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s