Nunca seja econômica nos seus sentimentos

2

Desde cedo aprendemos a esconder nossas verdadeiras emoções (amor, prazer, medo, raiva, alegria, etc…). Em casa, com nossos pais, irmãos e agregados. Na rua, com os nossos vizinhos e amigos de infância. Depois, na escola ou na faculdade com nossos professores e com nossos colegas de classe. Tenho um amigo que costuma me repetir a seguinte frase: Dam, a nossa geração foi “adestrada”. A gente tinha que dizer amém a tudo. De certa forma, concordo com ele!

Tentei, de todas as formas possíveis, fugir desse paradigma de pessoa sempre caladinha, quietinha, de “maria vai com as outras”… Contrariando, logicamente, à minha mãe, que costumava me chamar de “malcriada” e alguns de meus professores! Isso também nunca significou que eu tivesse lhes faltado com respeito, obediência ou coisa parecida. Nem com ela, nem com meus professores e nem tão pouco com as pessoas mais velhas ou hierarquicamente acima de mim. Obedecer e respeitar nunca significou, pra mim, silenciar!

Nunca me calei diante de injúrias e/ou de injustiças que aconteciam em volta do meu núcleo de relacionamento. Até o meu avô materno, com o qual pude ter o privilégio de conviver, se surpreendia com as minhas “tiradas” … Sempre preferi o barulho dos meus sentimentos à mudez da minha frustração! Hoje sei o quanto foi difícil pra mim e também pra todos eles. Mas por outro lado, me permitiu criar as condições necessárias pra minha sobrevivência nessa selva de falsas aparências. Em que grande parte das pessoas, em seus relacionamentos interpessoais, se adaptam às falsas promessas, ao que parece ser mas não é, se magoando, se oprimindo anos a fio, se frustrando cada vez mais, suportando conviver dentro de um casulo com determinadas pessoas por medo de se submeter ao julgamento do outro ou até de si mesmo!

A opressão é sempre devastadora! Seja em qualquer estágio de sua vida. Portanto, não permita que a mesma cale sua voz e imobilize seus argumentos. Que ela bloquei os seus sonhos e os seus sentimentos. Não emudeça, mesmo que tenha que levar com você pro resto vida a sua fama de “malcriada”!

Anúncios

4 respostas para ‘Nunca seja econômica nos seus sentimentos

  1. Aline Felix

    É muito difícil lutar contra injustiça, e é algo que me afeta muito. Quando vejo, não sei ficar quieta, vou atrás saber os porquês. Pelas questões de hierarquia minha opinião nunca vale, mas nunca deixo de brigar por tal coisa.
    Economizar palavras nunca foi meu forte, apenas moderação, ainda assim, complicado.

    Curtido por 1 pessoa

  2. Michelle Cruz

    Seu texto fala muito comigo, tenho a mesma maneira de pensar e reagir. É difícil ter coragem de falar, especialmente, pelas consequências da má fama. Hoje, eu falo que sou uma rebelde COM CAUSA. Eu não travo uma discussão porque quero as coisas do meu jeito, e sim, porque estou sendo afetada pela mal criação das pessoas que se acham eternamente donas da verdade e gostam de oprimir. O que nada tem a ver com o rótulo que me dão. ❤ 🙂

    Curtido por 1 pessoa

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s