Casamento não é solução, pode ser Armadilha

woman and man riding on motorcycle
Foto por Ajay Donga em Pexels.com

Estamos no século XXI, de mulheres e homens liberados, independentes em todas as suas esferas, seja intelectual, financeira, religiosa, sexual, política, etc. No entanto, tanto um quanto o outro continua se iludindo com a perspectiva de que a fusão entre os dois, intitulada casamento, possa vir a ser a fórmula mágica para a resolução de seus problemas pessoais (emocionais ou financeiros).

A Mulher desde sua infância é preparada emocionalmente para encontrar o seu par, seu “príncipe” para lhe libertar de uma situação de dependência. O Homem também, por sua vez, adestrado pra bancar o ônus de sua parceira, de se tornar o gerente, o provedor, a fortaleza e o responsável por toda uma estrutura familiar, da qual muitas vezes, sua capacidade financeira e emocional não dá pra equilibrar nem seu consumo pessoal… A cobrança é real e cotidiana e vale para qualquer classe social.

Nascemos pra sermos livres. Essa é a questão. Não adianta acharmos que o casamento vai nos tornar um ser mais feliz, realizado e completo. Isso não vai funcionar. O que nos dá medo de vivermos sozinhos, é, provavelmente, a grande tarefa de convivermos com nós mesmos. De nos olharmos no espelho e termos que encarar de frente as nossas omissões, fraquezas, nossos complexos, e acima de tudo nosso medo para enfrentarmos o desconhecido.

Daí surge na maioria das vezes essa busca incessante de termos um parceiro constante, pra podermos compactuar a maior parte das nossas frustrações, que com o tempo só aumentam. De preencher a carência daquilo que não aprendemos administrar sozinhos, apesar de todos os nossos conhecimentos adquiridos em pleno século vinte e um… Que dicotomia, né?

É por isso que muitos insistem dizer que a solidão assusta, visto que é somente através dela que podemos nos perceber e nos tornar um ser por inteiro, cujo resultado dessa percepção pode nos amedrontar ou nos libertar cada vez mais. Isso vai depender de cada pessoa.

Eridam Pimentel – Blog Superarparanaopirar.wordpress.com

Anúncios

Saudade de Você!

Tem pessoas que entram pra história de nossas vidas através de fatos e momentos notórios. Outras apenas por sua alegria, simplicidade e generosidade!

Umas nos levam muito a sério…  Já outras nos tiram do sério! Risos.

Meu pai era um pouco de tudo isso. Ninguém como ele me provocava tanta raiva, e ao mesmo tempo,  tantas rizadas… A forma de suas narrativas a respeito dos assuntos que envolviam nossa família, que é enorme e cheia de pessoas talentosas, era uma comédia! Sinto falta dele. Me deixou órfã não só de pai, mas de grandes momentos de descontração.

Agosto sempre nos traz grandes recordações. Boas ou más. De qualquer forma, quero aproveitar o dia de hoje, para mais uma vez , falar da minha saudade, que não é pouca! Continue lendo “Saudade de Você!”